Nome: Marília
Idade: 20
Signo: Escorpião
Cor: Verde
*A simplicidade embelza a beleza*
Baudelaire


.: Empoeirados :.

- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004

 


.: Outros sites :.

- MariliaAlves on deviantART
- Chão de Giz
- Merci Beaucoup
- Rosa Atômica
- Lemúrias
- Ponto de Fuga
- Thay Star
- Alê Carmani
- Granolla
- Hi_ato
- Vê Gelesson
- Reitano
- Lis Morila
- Fiacadori
- Bonamigo
- bLaV 2007 - a revolução dos bichos
- Effe
- Para.nóia Paulistana
- Asilo Multiply
- Blav Multiply
- Malu e a valisè das metáforas
- Pilar Bosia
- Vinicius Nakamura


.: Votação :.

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Visitante Número

.: Créditos :.

Dream Melody Layouts

Carne e Osso

A alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom não ser divina
Me cobrir de humanidade me fascina
E me aproxima do céu

E eu gosto
De estar na terra
Cada vez mais
Minha boca se abre e espera
O direito ainda que profano
Do mundo ser sempre mais humano

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito insosso
Pra não ser de carne e osso
Pra não ser carne e osso

[Zélia Duncan e Moska]



Marcianos invadem a Terra...


[MUNCH]

Será que esse meu dom de atrair seres estranhos [mais precisamente tios] tem nome?
Angustiada em casa, à espera desses resultados, resolvi espairecer e, embora não me interesse muito por carros, fui à exposição "Sobre Quatro Rodas", na Fiesp... e gostei bastante. Gostei por causa dos carros antigos da 'Belle Époque' de 1909, dos anos dourados de JK e umas frases estranhas do sr. Ford, como:
"Fazemos carros de todas as cores, desde que sejam pretos".
Até que um homem que deveria ter idade para ser meu pai se aproxima, todo sorriso, tentando arrumar assunto e eu não estava pra papo. Mas ele insistiu e, pra todo lugar que eu olhava, lá estava a criatura de poucos fios de cabelo na cabeça, muito deles, brancos. Sumi da exposição. Blaah! Hoje é dia de curtir solidão e vem um tiozinho desse me azucrinar!!
E agora, pra onde iria?... Como de praxe, andar sem rumo pela Av. Paulista é uma boa... Mas a barriga reclamava alguma coisa. Ok, sentido Consolação, vamos tomar um sorvete!! Mas no meio do caminho decidi que não era sorvete que eu queria. Ok, ok... Croassaint de Chocolate no Frans, sentido Brigadeiro.
Quando páro pra atravessar e voltar, quem está do meu lado?! Ele mesmo, o tio... Por que eu resolvi voltar??! ... Sabe, não é nada pessoal com pessoas mais maduras, até acho que cabelo branco, às vezes, dá um certo charme. Mas não era esse o caso...
Aí ele resolveu me acompanhar "Se você não se importar, é claro". Sim, eu me importava, mas já era tarde.
Perguntou o que eu fazia... Bem, no momento tudo o que eu faço é estar de férias. Mas estava prestando vestibular até pouco tempo... Artes, é artes que eu quero fazer!! ... Não sabe o que dizer, melhor ficar quieto né? E a maioria das pessoas parecem meio perdidas quando digo artes e, se eu disser plásticas, piorou... [but... nunca subestime quem sabe o que quer...] ... E ele me disse: "percebeu que nós temos mta coisa em comum?" - "Não. Não percebi nada."... E como poderia, se mal sabia o nome da criatura?... Ele ficou se exibindo, dizendo que tinha se formado e morado na Bélgica e que trabalhou com animação no Castelo Rá-Tim-Bum... O sem noção nem percebeu que quando ele já estava formado, eu assistia o programa no qual ele disse ter trabalhado, na minha infância...
Quis me pagar um sorvete. Tudo bem, o que eu queria nessa hora era o croassaint, mas não me atreveria ir até o Frans com ele. Aceite o sorvete pra me livrar dele logo - e funcionou.
Ele ainda ficou achando estranho ter me encontrado na rua depois que sumi da exposição. Que coisa, né? Deve ser o destino!! ha-ha-ha. E ainda queria me ver de novo... Mas mais uma vez fui salva pelo meu namorado ciumento!! Conhece o Invi? Então... Ele mesmo, o Invisível!

Mas isso não bastava. Outro ser me pára no Centro Cultural me dizendo que eu devia priorizar minha vida espiritual, achando que tinha as respostas para minhas dúvidas existenciais e querendo me ensinar a Bíblia. Até onde eu sei, quem decide o que é prioridade na minha vida sou eu... E religião é um assunto delicado, e posso falar sobre, num outro post.
Pra terminar muito bem, uma doida no banehiro arrancando as calças pra lavar na pia com sabonete líquido, sabonete este que, de tamanha a delicadeza da pessoa, veio parar na minha blusa, nariz e cabelo. Delícia!!
É... Há dias que é melhor ifcar em casa...

Mas pelo menos tá aí, recomendações:



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 23h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




.:Decadence Avec Elegance:.

Novamente, a beleza está nos olhos de quem vê. Acredito que há muito mais pra ser visto, além de bundas rebolando freneticamente e seios turbinados. Não acho que alisar meu cabelo me faria uma pessoa "melhor", mais de acordo, mais isso ou mais aquilo. Queria mesmo que 'o mais simples fosse visto como o mais importante'. Queria sim que cada um se gostasse como é e não buscasse aceitação na semelhança com fulano ou ciclano. Pois nas quedas que temos na vida, o que será "posto à prova" não será a resistência do botox ou do silicone, não será a força resultante de malhação e anabolizantes, mas aquela força que precisamos pra levantar todos os dias e continuar. A coragem de dar a cara a tapa, sair de cena quando for necessário, pra depois voltar brilhando mais forte...
DESCUBRA QUEM VOCÊ É E SEJA DE PROPÓSITO!

Um post quase que completamente roubado da Lu. Tô com sono e sem inspiração para escrever. Aos que passam por aqui, não se sintam intimidados em deixar algum comentário.


[FOTO: Teresa Sá]

Vaidade 
[Herbert Vianna]

Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei,
nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as, e muito mais piração? Uma coisa é saúde outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu. Hoje, Deus é a auto imagem. Religião, é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo, sentimento é bobagem. Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso. A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem? A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria,  o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, o a volta, o coletivo. Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada. Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal,
quero caminhar correr, viver muito, ter uma aparência legal mas... uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural. Não é, não pode ser. Deus permita, que alguém acorde. que o mundo mude. que eu me acalme. que o amor sobreviva. "

*Tendo a lua aquela gravidade aonde o homem flutua
Merecia a visita não de militares,
mas de bailarinos
e de você e eu. *



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 00h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




Sua Impossível Chance...


A LIBERDADE GUIANDO O POVO - Èugene Delacroix

Somos, se pudermos ser ainda
Fomos donos do que hoje não há mais
Ouve o que houve
E o que escondem em vão
Os pensamentos que preferem calar
Se não
Irá nos ferir o não,
Mas que não quer dizer tchau.
[NANDO REIS]

Algumas coisas que a gente espera são necessárias para nos trazer o inesperado. Como nesse dia em que uma conversa com um recém-conhecido, me trouxe a luz de uma idéia que, por ser tão óbvia, eu nunca tinha notado.
Sim, eu acordei. E não quero esse sono outra vez. É fácil dizer que se é livre, difícil é ser livre de fato. Mas agora estou livre porque escutei todos os silêncios que havia em mim. Estou livre por ter guardado aquelas lembranças esquecidas num armário distante da minha estúpida visão.
Não sei se existe destino ou acaso, sorte ou azar, embora já tenha acreditado piamente em alguma coisa do genero. O que sei agora é que a vida muda sempre e estradas podem sempre se encontrar. E a esses encontros não nos cabe escolher, mesmo se tentarmos evitar ou força-los.
Se as 'estradas' estiverem ligadas, não se conseguirá esquecer. Mas antes de não conseguir, é preciso tentar e dar-se essa chance. Simples assim...
Passei o dia todo parecendo uma barata-tonta, sem saber o que eu queria. Quando choveu que eu percebi que o que eu precisava era lavar um pouco a alma, chover também, e tirar esse peso que carregava comigo.
Nunca é tarde? Acho que sim. Posso parecer patética e chego a me sentir assim. Tempo demais para eu perceber isso. Mas só eu sei o quão bem me sinto agora.
Se talvez falte hombridade para  encarar de frente, se não é possível olhar nos olhos... então suma, viva, morra sem ver os tais olhos novamente. E seja feliz!!

Sua Impossível Chance

Só sorriu depois
Do que chorou na véspera
Com a mão na testa
Os olhos enxugou
Sabe que sorrir é bom
E quem não detesta
Sofrer a espera
De quem sempre amou
Há sempre
A pequena chance
De o impossível rolar
Soterrar o mundo
Como uma avalanche
Só pra que possa sobrar
Apenas eu e você
Bastaria pra que o mundo
Houvesse em qualquer lugar


Nando Reis



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 02h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




Sobre mãe e alfaces...


...MÃES SÃO FADAS E BRUXAS...

Há uns onze, doze anos atrás [meu Deus! isso faz tempo!! :x], não raro o sono me fugia. E quando isso acontecia, ficava um tempão parada atrás da porta da sala, tomando coragem para falar pra minha mãe que não conseguia dormir, achando que ela ia brigar. Depois que eu conseguia entrar na sala, ela ficava um tempo comigo no colo [e não brigava!], depois me levava pra cama, me dava um beijo e colocava uma folha de alface debaixo do meu travesseiro. Até hoje não sei ao certo pra que era a folha de alface [se não me engano é porque alface é calmante] nem se o que me fazia adormecer era a impressão pisicológica que a alface causava em mim, a alface de fato ou a presença dela. A última opção talvez seja a mais plausível.
 Minha mãe acordava à noite com qualquer suspiro mais alto ou movimento mais brusco que fazíamos. Aquele instinto materno que desperta bem na hora em que a coberta cai, ou na hora do pesadelo em que a gente se embolava na cama e ela já sabe que não está tudo bem por se estar embolada.
oje, eu não tenho sono a essa hora [02:03] e não tenho medo disso. Não precisa de folha de alface pra me fazer dormir quando eu for pra cama. Hoje, quando ela já estava dormindo, precisei entrar no seu quarto, na ponta dos pés, para pegar a caixinha de algodão que estava lá dentro, e uma caixa caiu sobre a outra e a tampa bateu e fez  o maior "barabadá" [onomatopéia de barulhos irritantes na linguagem da minha vó], mas dentro do quarto ninguém se abalou.
 Não quero com isso dizer que o "instinto materno" da minha mãe diminuiu. Mas é assim. Chega um dia que a gente cresce e o que desperta o sono não é mais a presença mas sim, a ausência. São aqueles cinco minutos em que você pára pra conversar e perde o busão ou o trem das 23:15, e ela já está angustiada no sofá a sua espera. Chega um dia que a gente cresce e as insonias se espaçam, quase não existem mais. Porém, quando aparecem, uma folhinha de alface debaixo do travesseiro não basta... [Apesar de que nunca mais tentei esse método ... acho que precisaria de um pé de alface inteiro!]. Mas bastam aquelas palavras de mãe que dizem tudo o precisamos ouvir e arrancam as lágrimas que queriamos chorar, sem que seja preciso uma palavra nossa.
 Chega um dia em que as férias diminuem e aumentam as responsabilidades. E outros dias em que tudo parece ser obscuro e injusto. Sempre chega a hora em que preferiremos não ter mais o sábado inteiro livre, acordar cedo todos os dias para estudar ou trabalhar...
 E é bom crescer... Mas como eu queria de novo uns daqueles domingos de sol na Guilherme Gama, 143! E é bom conhecer muito mais coisas e continuar sem saber "por que o milho verde é amarelo"... Mas eu gostaria de ver de novo o mundo de uma fora mais inocente e ver só a beleza.
 Mas de tudo isso, depois que a cidade se torna verdadeiramente cinza aos olhos, depois de tantas decepções, tantas pessoas que sairam de nossas vidas por livre e espontânea vontade ou por força do tal acaso ou do tal destino, que agora não sei bem se existem mesmo... De tudo, o que fica de verdade e o que consola e dá forças é o beijo de boa noite [o beijo dela] que tranquliza, com ou sem alface.

EU NÃO SEI NA VERDADE QUEM EU SOU
{O Teatro Mágico}

Eu não sei na verdade quem eu sou
já tentei calcular o meu valor
Mas sempre encontro um sorriso e o meu paraíso é onde estou
Por que a gente é desse jeito?
criando conceito pra tudo que restou

Meninas... são bruxas e fadas
Palhaço é um homem todo pintado de piadas
Céu azul é o telhado do mundo inteiro
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro

Eu não sei na verdade quem eu sou
Já tentei calcular o meu valor
Mas sempre encontro um sorriso... e o meu paraíso é onde estou
Eu não sei... na verdade quem eu sou

Descobrir... da onde veio a vida
por onde entrei... deve haver uma saída
e tudo fica sustentado... pela fé
Na verdade ninguém... sabe o que é

Velhinhos são crianças nascidas faz tempo
com água e farinha colo figurinha e foto em documento
Escola! É onde a gente aprende palavrão...
Tambor no meu peito faz o batuque do meu coração
[...]

Percebi que a cada minuto
Tem um olho chorando de alegria e outro chorando de luto
Tem louco pulando o muro, em corpo pegando doença
Tem gente trepando no escuro, tem gente sentido ausência

Meninas... são bruxas e fadas
Palhaço é um homem todo pintado de piadas
Céu azul é o telhado do mundo inteiro
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro.



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 01h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




Par solamente aquello que te sobra nunca fue compartir, sino dar linosna, amor...

"A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se
da faca e da baioneta, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida que aos poucos se gasta e, que gasta,
de tanto acostumar, se perde de si mesma."
[Marina Colasanti ]

A gente se acostuma com aquilo que não tem outro jeito, mas ninguém venha me dizer que preciso me acostumar a ver todo dia guerras e desmoronamentos, o mundo completamente ao contrário, mortos e feridos e o escambau.
Andar pela rua e, de repente, ser devorado pelo chão que se abre, um abismo cavado pelas próprias mãos humana, não é coisa que se vê todos os dias. Causa espanto e indignação. Mas amanhã ou depois, a culpa será, de fato, da natureza. O solo era ruim e deveria ter avisado isso aos engenheiros antes do iníco da obra ["o túnel que liga pinheiros a tóquio"] e todos se acostumarão a pegar a linha amarela do metrô e nem se lembrarão das pessoas que perderam suas casas, o suor do trabalho de uma vida inteira ou o que for, que moram agora em quartos de hotéis, como aquelas do Palace 2, das quais nunca mais ouvimos falar.
A gente aceita assim a mídia vendida, aceita as crateras do asfalto, a vida nos engolindo e levando aquilo que há de mais valioso. Mais que a casa, mais que os eletrodomésticos, mais que as recordações, o sossego, a garantia de um teto. Leva a própria vida pro buraco, não só literalmente, mas leva num sentido figurado as esperanças e crenças, alimenta a mania de não notar o sol, nem celebrar o nascer de cada dia e mais um dia que se pode respirar e estar junto de quem nos é caro. Aceitamos e nos privamos da vida, vida mesmo. A vida que não é só trabalho e não é jornal da noite recheado somente de notícias ruins. Aquela vida que esquecemos que "precisa ser vivida" e, mesmo piegas, não nos permitiria aceitar as pequenas rachaduras e deslizes de um coração, tão ínfimos diante dessa cratera que há dias é destaque nos telejornais. Não deixaria aquelas que perderam tudo viver num hotel sem perspectivas e nem aquelas que nunca tiveram nada viverem debaixo da ponte. Não deixaria um amigo sair da sua vida sem motivo plausível, sem direito à defesa, sem explicação nem porquê...



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 01h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




enquanto hover você do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar...

Redação fuvest 2007: amizade

Como me pedem para falar sobre amizade?
Amizade não se explica, amizade não se conjuga, não se limita. Simplesmente é!
Amizade é jogar mau-mau numa barraca quente esperando a chuva passar. É o que faz esquecer que chove e não dá para ir pra praia ou com quem se vai a praia mesmo com chuva.
Amizade é brincar de escravo de jó, adoleta e melissinha na praia, aos vinte anos, e não dar a mínimaaa pra isso!
Amizade é muita coisa... e tão simples.
Amigo, amigo mesmo, são aqueles com quem se pode ficar em silêncio sem constrangimento, dormir na rodoviária em cima das malas enquanto o busão não chega, ou fiar séculos sem falar com ele mas qndo falar saber que, entre você e ele, nada mudou...
Um amigo é como o chinelo velho pros pés cansados... Com ele tudo fica mais confortável!!
[calma!!! não escrevi na minha redação que amizade é jogar mau-mau numa barraca!!]

Haaaaaaa!!
que isso!!
a vida sem amigos é como é como reveillon sem fogos [e que fogos!] e sem
champagne no gargalo.
hehehe!!
amo vocês, pessoas...

Ah, sei lá... só sei que depois de amanhã estou de férias e que eu mereço muito isso!
E amanhã, quando eu voltar da prova, vou ligar para todas as pessoas do mundo para saber como elas estão, vou falar com todos que estiverem on no msn, vou dormir às 4 da manhã e acordar ao meio-dia, sem problemas...
E á tardezinha, depois de assisitr à sessão da tarde, vou pegar um livro, só para ter o prazer de dormir no meio da leitura, colocar ele de lado depois, me acomodar e dormir mais um pouco e acordar sem pressa ou culpa.
eu tenho esse direito, não tenho??
Claro que sim!

parece um limão??
homenagem à minha mãe!
mamãe, mamãe... obrigada por me fazer forte!



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 19h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




...

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo

...

[QUEM ACREDITA SEMPRE ALCANÇA]



- Enviado por: ...:¨°Mä®í£¡ä°¨:... às 19h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________